eyeright-arrowbag-shoppingballon-iconbarra-codebox-iconcard-iconenvelope-iconorders-icontruckuser-iconblogfacebookinstagramtwitter
07/09/2020

Como medir a quantidade ideal de ração para meu cachorro?

A alimentação dos cachorros impacta diretamente sua saúde e bem estar. Por isso, além de oferecer uma ração de boa qualidade, adequada as necessidades nutricionais e energéticas do pet, é muito importante que ele receba o alimento na quantidade e frequência certas.


Para medir a quantidade ideal de ração do cachorro, o tutor deve considerar os fatores idade, peso, raça, condições de saúde e níveis de atividade física, afinal cada doguinho tem um metabolismo diferente. Mas, em geral, as orientações do fabricante, que vem no pacote da ração, são suficientes para a maior parte dos cães em bom estado de saúde.


A seguir, listamos uma recomendação média da quantidade ideal de ração para cachorros baseada em seu peso corpóreo:

Cães de 3 a 5 quilos – 90 a 120 gramas de ração por dia

Cães de 5 e 10 quilos - 120 a 190 gramas de ração por dia

Cães de 10 e 15 quilos - 190 a 260 gramas de ração por dia

Cães de 15 e 20 quilos - 260 a 310 gramas de ração por dia

Cães de 20 e 30 quilos - 310 a 410 gramas de ração por dia

Cães de 30 e 40 quilos - 500 a 590 gramas de ração por dia

Cães com mais de 50 quilos - 590 e 800 gramas de ração dependendo de seu peso

Essas quantidades consideram animais adultos, sadios e que praticam atividade física leve a moderada. Por isso, é muito importante consultar o médico veterinário para avaliar se o pet está no peso ideal, e se a quantidade que ele come satisfaz suas necessidades nutricionais - ou mesmo se deve ser reduzida.


Rotina de alimentação para cachorros


Alguns cães, espontaneamente, comem somente o necessário, e nesses casos é possível deixar ração à vontade no comedouro.

 

Essa alternativa, no entanto, pode não ser das melhores, já que quando a ração fica exposta por muito tempo pode atrair insetos que contaminam o alimento, gerando vários transtornos para seu cãozinho.


Para os gulosinhos de plantão, que comem além do necessário, estabelecer horários e quantidades bem definidas, ajuda a diminuir o risco de acabarem obesos e desenvolverem doenças relacionadas ao excesso de peso.


Em todos os casos, criar uma rotina de alimentação para seu peludo é sempre uma boa opção, já que os cães que se alimentam em horários e quantidades pré-definidos tendem a ser mais dispostos, concentrados e saudáveis. Isso também ajuda os tutores a acompanharem com mais facilidade se vai tudo bem com o pet.


Mas, atenção! Se estiver considerando alimentar seu cão apenas uma vez ao dia é bom pensar duas vezes, pois o hábito pode ocasionar hipoglicemia nos pets - em especial nos filhotes - e problemas estomacais a longo prazo.



Quantas vezes o cachorro come por dia?


A fase de vida do cachorro é o critério determinante nessa questão. Quanto mais novinhos, mais vezes ao dia devem ser alimentados.
 

Considere que até a terceira semana de vida os cãezinhos devem se alimentar exclusivamente do leite materno.


Da quarta a sexta semana, os tutores podem introduzir aos poucos a ração para cães filhotes amolecida na água de 4x a 5x ao dia, sem abandonar o leite materno.


A partir da sétima semana até os 3 meses de idade os cães já podem comer somente o alimento sólido 4x ao dia.


Do quarto ao sexto mês, reduza para 3 porções de ração diária, e dos 6 aos 12 meses passe para 2 porções de ração.


Quando completam um ano de vida a maior parte das raças caninas entra na fase adulta, e o ideal é que os cachorros sejam alimentados 2x ao dia.



Quanto deve comer um cachorro idoso?


Os doguinhos idosos são um caso à parte, pois nesta fase é comum apresentarem problemas de saúde decorrentes do envelhecimento e precisarem de tratamento especial.


Para os animais em idade avançada é importante que a ração oferecida seja do tipo sênior, com menor teor de gordura, já que ocorre uma redução da atividade física e o cachorro passa a necessitar de menos calorias.


A recomendação geral é que a ração seja oferecida 2x ao dia, mas pode variar dependendo do estado de saúde do pet e sua raça.

 

Nestes casos o melhor caminho é levá-lo ao veterinário para um check-up e seguir as orientações do profissional.



Cuidados extras com a alimentação dos cães


Quando precisar trocar a ração do seu cachorro, nunca o faça de maneira brusca, pois o sistema digestivo dele precisa de um tempo para se acostumar com o novo alimento. A melhor forma de fazer isso é introduzir a nova ração aos poucos, misturando com a ração que ele está habituado, até que a transição esteja completa.


Mantenha comedouros sempre limpos, e bebedouros abastecidos com água fresca sempre à disposição do cachorro e em locais de fácil acesso.


Caso ofereça petiscos ao seu pet diminua a quantidade de ração do dia, e estimule seu amigo a praticar exercícios, assim ele se mantém em forma, sadio e equilibrado.


A ração do seu cãozinho deve sempre estar de acordo com sua idade, porte e condição de saúde. Confira as melhores marcas de ração para cachorro com ofertas super especiais na Portal dos Bichos!